Os riscos que a falta de controle dos custos de produção pode trazer para o produtor rural

27/07/2016 - Produtores Rurais

A falta de planejamento e controle são uns dos principais fatores que levam ao fracasso. Elevados custos por retrabalho, baixa produtividade e insucesso nas operações são alguns exemplos. Conheça mais sobre os riscos que a falta de controle de custos de produção possa trazer a você produtor rural!

Dentro do agronegócio existem alguns ramos com suas características específicas e peculiaridades, como a lavoura e pecuária. Dentro destes ramos podemos destacar processos como plantio, manejo, colheita, preparação da terra, reprodução, etc. É importante ter sempre controle dos fatores econômicos que rondam estes processos e os custos que eles trazem ao produtor. Taxas de financiamentos, variação cambial, custo de matérias primas e equipamentos são alguns fatores econômicos que têm altíssima importância no agronegócio.

Mas o que vêm a ser os custos de produção? São todo ou qualquer valor de bens ou serviços que são consumidos durante o processo produtivo de outros bens ou serviços. Ou seja, qualquer valor que é empregado durante a transformação da matéria prima em produto final. Exemplo: desde o plantio até a distribuição da safra.

Podemos elencar alguns riscos pela falta de controle de gastos na agroindústria:

Endividamento

O produtor rural deve se atentar ao grau de investimento e ao retorno que o mesmo lhe proporciona. É possível que ele ser perca entre os gastos que realiza para manter ou aumentar a produção, sendo assim, quando o dinheiro está acabando e ainda é preciso mais investimentos, existem as famosas linhas de crédito, que não são más opções para o mercado do agronegócio! Contudo, qualquer tipo de investimento deve ser sempre bem fundamentado e bem planejado.

Retrabalho

À medida que o controle de gastos não é efetivo, dá margem para falha ao longo do processo. Investe-se muito em determinada etapa, por exemplo, matérias primas como sementes e mudas, e não se investe corretamente em fertilizantes e adubos, ou contrata-se um grande volume de pessoal para determinado tipo de serviço, sendo que já existem técnicas ou ferramentas mecanizadas que realizam a mesma tarefa de forma mais rápida. Estas situações são alguns exemplos de como uma má gestão de custos pode atrasar ou até mesmo comprometer sua safra.

Perda de safra

Nos piores cenários, a falta de controle de custos pode até levar a perdas parciais ou totais da safra. Sem controle de custos, a tomada de decisão em determinado tipo de investimento pode ser equivocada e o produtor pode vir a comprometer sua safra, necessitando, assim, de ações emergenciais para tentar recuperar a produção.

Ficou interessado em saber mais sobre controle de custos de produção no agronegócio? Quer conhecer mais sobre as soluções da aGrow? Comente abaixo e descubra como elevar seu negócio e aumentar seus resultados.

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

Produtor rural: como gerenciar os resultados por safra ao vender produtos agrícolas

26 janeiro, 2016 - Produtores Rurais

A forma como o produtor rural gerencia as variáveis que a ele se apresentam a cada safra são determinantes do rendimento que a lavoura poderá proporcionar. Produtor, este post irá apresentar a importância do controle destas variáveis. Acompanhe!

LEIA MAIS

Controle gerencial na atividade agrícola é a salvação da lavoura?

02 setembro, 2016 - Produtores Rurais

Conhecer e dominar ferramentas de gestão e principalmente realizar o controle da atividade é a única forma de garantir o bom desempenho do agronegócio, mesmo com tantos fatores negativos que podem prejudicar o rendimento da lavoura. Saiba mais!

LEIA MAIS

6 dicas de gestão de trabalhadores agrícolas para implantar em sua fazenda

23 agosto, 2015 - Produtores Rurais

Para te ajudar nessa empreitada, preparamos algumas dicas de gestão de trabalhadores agrícolas para implantar em sua fazenda. Confira:

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA