5 dicas para a visita do agrônomo ao produtor rural

16/05/2015 - Revendas

Numa pesquisa feita pela Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMR&A), divulgada no primeiro semestre do ano passado, foi apresentado o atual perfil do produtor rural. Entre os dados mais interessantes, estão o fato de 39% acessarem à internet, 21% terem curso superior completo e 24% serem mais inteirados a respeito das novas tecnologias.

É fato que a internet tem operado transformações em muitos mercados, exercendo influências tanto sobre a dinâmica das empresas quanto sobre os hábitos dos clientes ou do público consumidor. No setor do agronegócio não tem sido diferente. O produtor rural tem hoje à sua disposição muitos mais recursos que o permitam manter-se informado, saber quais as tendências, as novas técnicas e os novos produtos. O conhecimento das novidades já não se limita às feiras, exposições e demais eventos do setor.

Outro dado importante é o crescimento do e-commerce neste mercado do agronegócio: em novembro passado (2014), foi divulgado que esse tipo de comércio já correspondia a quase 25% do valor total de produtos agrícolas comercializados no país. Ou seja, o produtor rural tem ficado mais à vontade para comprar produtos pela internet, o que traz a vantagem de fugir dos intermediadores e conseguir um preço mais acessível. Laranjas, morangos e especiarias feitas com pimenta são alguns dos itens que compõe essa nova perspectiva do comércio eletrônico.

Para o agrônomo que vai até ao produtor rural apresentar, recomendar e efetivamente vender produtos é fundamental conhecer todos esses dados. A visita ao produtor rural deve ser preparada a partir das técnicas de vendas mais fundamentais, porém sempre acompanhando as mudanças e especificidades do tipo de mercado. Confira algumas dicas para a visita do agrônomo, na condição de vendedor, ao produtor rural.

Planejar a visita

Isso inclui dedicar algum tempo a conhecer um perfil mais detalhado do cliente, o que fatalmente vai depender do tipo de produto a ser negociado.

Programar a visita requer o preparo dos argumentos e de material informativo. Com as possibilidades de acesso à informação aumentadas, não se pode ignorar que o produtor possua um conhecimento antecipado sobre o produto, é preciso estar preparado para lidar com isso.

Mostrar o conhecimento sobre os produtos

O que equivale a estar pronto para esclarecer quaisquer dúvidas. A vista do agrônomo pode ser, para o produtor, o momento crucial para esclarecer dúvidas, expor questões e procurar soluções para eventuais problemas que esteja vivenciando. É preciso tirar proveito desse momento e alimentar uma relação de confiança.

Apresentar um diferencial

Sempre que possível, a depender do produto, apresentar um aspecto novo, compartilhar uma informação atual sobre acontecimentos no mercado, seja de plantio ou pecuarista, que agregue valor ao momento da visita.

É importante que a visita seja vista como uma alternativa confortável de compra, com a possibilidade de obter informações mais completas sobre o produto. Nem todo produtor vive isolado na área rural, muitos vivem na cidade e, como vimos, alguns inclusive têm o hábito de acessar à internet. Nesse contexto, ter um diferencial torna-se ainda mais importante, para que o produtor veja vantagens nesta relação.

Mostrar-se útil

Estar disposto a eliminar as incertezas e a auxiliar o produtor a lidar melhor com as oscilações de dúvida. Para isso, é imprescindível ter domínio sobre o discurso de venda que introduz e recomenda o produto, alinhado às informações sobre a empresa por trás do produto.

De acordo com um estudo da Deagro (Departamento do Agronegócio da Fiesp), junto com a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), feito em 2013, 40% dos produtores rurais lidam com seus negócios a partir do suporte de agrônomos, zootecnistas e veterinários, 25% utilizam o serviço de consultoria. Isso significa que a informação no e orientação são itens de valor, inclusive monetário. Portanto, será sempre bem recebida.

Adequar o discurso ao perfil do produtor

Trata-se de saber com quem está falando. Pela pesquisa sobre o novo perfil do produtor rural, a predominância é de homens (90%), com média de idade de 48 anos, 42% tidos como conservadores. No entanto, apesar de conservadores, muitos se declaram abertos a novas tecnologias, pois estão dispostos a encontrar formas de contornar os riscos que o negócio naturalmente impõe.

A pesquisa também indica uma parcela de produtores que possuem certa preocupação com a sustentabilidade, como dar um destino correto ao fazer o descarte de embalagens, por exemplo. Este é um dado interessante, que pode ser explorado pelo agrônomo que tenha em sua oferta um produto com diferencial ecológico ou relativo à sustentabilidade.

Lembrando também que o percentual com formação superior é maior entre aqueles que herdam a propriedade rural. 77% possuem formação universitária e, assim sendo, é normal caracterizarem-se como usuários da tecnologia para os mais diversos propósitos, principalmente no auxílio à gestão das propriedades.

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

  • ANDERSON JORGE TAVARES

    16/07/2019

    boa tarde,
    De suma importância essas cinco dicas para o meu dia-dia.
    Obrigado por compartilhar este conteúdo.

  • Nilson

    18/07/2015

    Oi Boa noite! meu primo é produtor rural e sempre que é visitado pelo agronomo, ele paga uma taxa para o mesmo, isto é correto? e se ele não pagar mais? acontece oquê?

    • Equipe Agrow

      28/07/2015

      Olá Nilson,

      Obrigado pelo contato.

      Respondendo sua pergunta, sem conhecer a rotina diária do seu primo, arrisco dizer que se o agrônomo está fazendo uma visita técnica com o objetivo de orientar e acompanhar a lavoura dele e se foi previamente combinado entre eles um valor de remuneração por este trabalho, não existe problema algum.

      Se foi feito um contrato formal de prestação de serviço e se não tiver nenhuma restrição com relação à quebra de contrato, se ele parar de pagar, o agrônomo deve parar de assisti-lo.

      Um abraço.

  • VEJA TAMBÉM

    8 passos para se tornar um empreendedor de sucesso na revenda de insumos agrícolas

    28 maio, 2015 - Revendas

    Trouxemos neste artigo 8 passos que você deve dar para se tornar referência no setor de agrorevendas. Acompanhe!

    LEIA MAIS

    Como escolher um software para sua revenda de insumos agrícolas

    26 novembro, 2020 - Revendas

    Tem dúvidas sobre qual software escolher para utilizar na sua revenda de insumos agrícolas? Nós te ajudamos a decidir! Veja o que levar em consideração antes de adquirir uma solução e como avaliar o que é melhor para sua loja.

    LEIA MAIS

    Produtos do agronegócio terão que usar o CEST na NFe e no cupom fiscal eletrônico. Prepare-se

    08 junho, 2016 - Revendas

    De acordo o com o Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) o CEST entrará em vigor no dia 1º de outubro próximo. Saiba neste artigo o que é o Código Especificador da Substituição Tributária e sua utilidade. Acompanhe!

    LEIA MAIS

    FAÇA SUA BUSCA

    CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

    Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

    MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA