A importância do “dia de campo” para alavancar seu negócio

11/05/2015 - Revendas

Antes de iniciar o período de safra, empresas envolvidas na cadeia de abastecimento e produção agrícola e pecuária e os pequenos e médios produtores agrícolas participam todos os anos do chamado Dia de Campo. O Dia de Campo reúne também pesquisadores e instituições de ensino e de pesquisa ligadas ao desenvolvimento do campo. A importância desse dia está em buscar encontrar soluções sustentáveis de desenvolvimento para uma região especifica e reflete diretamente na busca de novas tecnologias desenvolvidas pelos fabricantes de insumos agrícolas.

Visando a melhoria na produção, o dia de campo impacta diretamente nas revendas de insumos agrícolas, que têm a oportunidade de alavancar seu negócio com o aumento das vendas. Por isso, apresentamos abaixo alguns pontos importantes que servirão de orientação para planejamento e execução dessa atividade.

A importância do dia de campo

É consensual entre os participantes a importância do Dia de Campo ao promover a comunicação entre produtores rurais, técnicos agrícolas, lojas agropecuárias e pesquisadores.

Para eles, o Dia de Campo é extremamente efetivo no sentido de difundir novidades em termos de tecnologia, criar condições e oportunidades de planejamento de safras e alternativas mais sustentáveis, aumentar a rentabilidade e a produtividade e, por fim, fortalecer a agricultura.

Atingir os objetivos esperados através da realização do dia de campo depende, sobretudo, da experiência obtida ao longo das edições realizadas.

Como montar um dia de campo

Planejamento geral

É muito importante que todos os membros da comissão organizadora se reúnam, periodicamente, a fim de definirem questões específicas — como data, época, conteúdos a serem apresentados, público envolvido, entre outros, até questões mais práticas, como a divulgação do evento e treinamento da equipe. O planejamento, sendo realizado de forma clara, objetiva e com seriedade, principalmente, é o que definirá o sucesso do dia de campo.

O que não pode faltar

Uma vez que o dia de campo visa estimular o público envolvido — desde engenheiros ou técnicos agrícolas, distribuidores ou donos de revenda e produtores rurais — no sentido de agregar conhecimento sobre a importância econômica, social e ambiental da adoção de novas práticas e tecnologias sustentáveis na produção agrícola, é primordial que não faltem uma série de medidas, apresentadas a seguir.

  • Tema: o evento deve abarcar dois ou três aspectos de um tema central, que servirá de referência para a escolha de todo o conteúdo apresentado no evento;
  • Palestras e Projetos: devem fornecer conteúdos com caráter inovador e que tenham relevância prática adequada à realidade social e econômica do público participante;
  • Material didático de qualidade: folders, folhetos e apostilas, caso sejam utilizados, devem ser cuidadosamente elaborados;
  • Convites e divulgação: podem ser enviados impressos ou disponibilizados em rede;
  • Recursos financeiros: o planejamento financeiro deverá incluir custeio com materiais, serviços, deslocamento, alimentação, etc. Pode-se verificar também a possibilidade de parcerias, financiamento, apoio, entre outros;
  • Recursos audiovisuais: deve-se atentar à escolha, preparo, instalação e realização de testes prévios com os recursos audiovisuais, evitando eventuais problemas durante o evento;
  • Placas indicativas: é interessante que existam placas para sinalizar o caminho até o local do evento e indicar a organização dos espaços no interior do local do evento;
  • Duração das atividades: importante levar em consideração o tempo programado de todo o evento e também a divisão de tempo para cada conteúdo a ser apresentado;
  • Material de identificação: facilita o contato entre o público e os participantes, membros da equipe e colaboradores;
  • Guias: mantêm o público reunido e atento durante as apresentações;
  • Informações internas: as informações sobre a logística interna e apresentações podem ser disponibilizadas via folhetos informativos, e também por instrutores que, de uma forma comunicativa harmoniosa, poderão instruir o público em relação a questionamentos gerais;
  • Plano do dia de campo: documento fornecido pela DEAT (Departamento de Assistência Técnica) que objetiva o acompanhamento e liberação de recursos para a atividade.

A escolha do local

O local deve ser previamente visitado para que seja possível inferir sobre a viabilidade e facilidade do acesso, inclusive em situações específicas, como chuvas, perda de energia, etc.

A escolha da data

Aspectos muito importantes que devem ser levados em consideração para a escolha da data incluem:

  • Época do ano (estações seca/chuvosa);
  • Outros eventos nas regiões;
  • Dia de feira;
  • Melhor dia da semana.

A equipe organizadora

A equipe organizadora deverá contar com grupos com funções específicas, como:

  • Coordenadores gerais;
  • Recepcionistas;
  • Guias;
  • Instrutores;
  • Apoio administrativo.

Quem convidar

É crucial fazer um levantamento do número de produtores convidados, número dos demais participantes possíveis, as características do público (sociais, culturais e econômicas), as instituições de pesquisas, organizações, agrônomos, agentes e articuladores — como representantes dos agricultores e agricultoras familiares.

E você? O que considera importante no dia de campo? Compartilhe conosco suas experiências e participe da discussão nos comentários!

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

  • hermes fernandes

    18/10/2019

    Oi estou estudando a possibilidade de fazer um dia de campo agricola aqui em minha propriedade voltado a cultivo de foliosas que é o forte aqui na região esta matéria me ajudou muito está informação vai ser de muita ajuda pra nós aqui quero pedir ainda que se possível vocês possam nós dar mais ajuda com meu projeto que embora ainda não comecei a desenvolver os estudos já começou eu pretendo fazer algo grande e interessante para os produtores e pra outros aqui na localidade temos bons seguimentos aqui que precisa de muito suporte
    Me ajude por favor

    Parabéns por nós dar dicas tão importantes para um evento

    • Equipe Agrow

      23/10/2019

      Olá Hermes,

      Boa iniciativa. Fico feliz por ajudar através dos conteúdos do blog da aGrow.

      Ligue no (34) 3241-4470 para falarmos mais a respeito de seu evento e se poderemos disponibilizar algum conteúdo para lhe ajudar.

      Um abraço,

      Amarildo Mororó

  • Dinamar F. Souza

    28/01/2018

    Parabéns pela iniciativa da matéria "dia de campo" é de suma importância para nos técnico agrícolas.

    • Equipe Agrow

      05/02/2018

      Olá Dinamar,

      Obrigado pelo comentário e por prestigiar o blog da aGrow.

      Continue conosco. Para este ano de 2018 estamos preparando um conteúdo especial para comemorar os 10 anos da aGrow.

      Um abraço,

      Amarildo Mororó

  • VEJA TAMBÉM

    Motivos para começar a investir em filiais

    10 maio, 2015 - Revendas

    Veja alguns motivos para pensar em investir em filiais e, quem sabe, expandir o seu negócio!

    LEIA MAIS

    Como escolher onde montar sua revenda de insumos agrícolas

    30 maio, 2015 - Revendas

    A revenda de insumos agrícolas deve, atualmente, trabalhar com um plano de ação factível e eficiente — desde o seu nascimento. Veja como fazer isso!

    LEIA MAIS

    Funcionalidades que um software de gestão deve oferecer para sua revenda

    21 maio, 2015 - Revendas

    Selecionamos algumas funcionalidades essenciais que um software de gestão deve oferecer para a sua revenda. Confira!

    LEIA MAIS

    FAÇA SUA BUSCA

    CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

    Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

    MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA