Como funciona enquadramento tributário para uma revenda agrícola

01/03/2016 - Revendas

Conhecer bem a sua revenda agrícola é essencial para que você possa inovar e aprimorar os processos e a produtividade. Assim, é válido fazer o enquadramento tributário de forma que o lucro e despesa sejam sempre bem vistos e gerenciados corretamente. Toda revenda de agronegócio deve pagar os tributos ao Estado conforme é instituída a lei. Tecnicamente, o tributo é um imposto para que a atividade possa ser permitida. Não tem como escapar dessa “dívida”, uma vez que a legislação pode entrar com cassação e até multa para com a empresa. Essa tributação não pode ser paga através de bens ou títulos, e funciona como se fosse um salário para financiar a atividade agropecuária.

Assim, o empresário deve escolher o regime e enquadramento tributário de acordo com as ações tributárias disponíveis: Lucro Presumido, Lucro Real e Simples Nacional.

Simples Nacional

O Simples Nacional entrou em vigor em 2006 e tem como objetivo unificar os tributos, tanto federais quanto estaduais. Funciona como se fosse um salário que é recolhido pelo governo. A lei nº 10.406, de 10/01/2002, contempla os seguintes aspectos em relação às microempresas e revendas de pequeno porte:

I – no caso de microempresas, o empresário, a pessoa jurídica ou a ela equiparada, aufira, em cada ano-calendário, receita bruta igual ou inferior a R$ 240.000,00; II – no caso das empresas de pequeno porte, empresário, a pessoa jurídica ou a ela equiparada, que aufira, em cada ano-calendário, receita bruta superior a R$ 240.000,00 e igual ou inferior a R$ 2.400.000,00.

Logo, para fazer o Simples Nacional como o enquadramento tributário, você deve seguir essa regra e lei, literalmente.

Lucro Presumido

A diferença que reside no Lucro Presumido e do Simples Nacional diz respeito à simplificação da receita tributário e até mesmo no valor, a partir do momento em que o Lucro Presumido nada mais é do que a arrecadação de impostos a cada trimestre. Assim, pode-se presumir o lucro para que seja feito o recolhimento. Se você tiver, em seu agronegócio, uma contabilidade eficiente, será possível deduzir e hipotetizar a margem de lucro da revenda a longo prazo. Todo o gerenciamento do negócio tende a ser mais específico e controlado, pois você pode encontrar formas de como lucrar mais ou guardar o lucro para o pagamento dos tributos.

Lucro Real

O Lucro Real também é outra forma de enquadramento tributário que pode ser operado de três maneiras: lucro rela trimestral, lucro real anual e lucro real por estimativa. A escolha do enquadramento é muito relativa, dependendo do agronegócio e das despesas mensais do negócio. Logo, é válido pesquisar para que você possa gerenciar melhor o pagamento dos tributos. O Lucro Real é o próprio lucro do imposto, já que precisa pagar à Receita Federal conforme previsto na lei. É a revenda agrícola que será responsável em lançar todas as ações produzidas e pagas durante o período para que o cálculo seja feito corretamente.

Sua revenda já está obedecendo ao enquadramento tributário correto, ou você está em situação incompatível? Não deixe de regularizar-se para pagar os tributos justos e ter uma lucratividade totalmente legalizada.

Se você é um empresário preocupado com a saúde do seu negócio, não deixe de conhecer ferramentas como o aGrow. Trata-se de um software de gestão integrado (ERP) para o agronegócio. Conheça já!

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

Motivos para começar a investir em filiais

10 maio, 2015 - Revendas

Veja alguns motivos para pensar em investir em filiais e, quem sabe, expandir o seu negócio!

LEIA MAIS

7 indicadores de resultado mais importantes para uma revenda de insumos agrícolas

23 maio, 2015 - Revendas

Alguns indicadores são o reflexo de toda a operação de uma revenda de insumos agrícolas, ou seja, são essenciais, e não devem ser deixados de lado. Veja quais são eles!

LEIA MAIS

Como escolher um software para sua revenda de insumos agrícolas

26 novembro, 2020 - Revendas

Tem dúvidas sobre qual software escolher para utilizar na sua revenda de insumos agrícolas? Nós te ajudamos a decidir! Veja o que levar em consideração antes de adquirir uma solução e como avaliar o que é melhor para sua loja.

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA