Determinantes na venda de fertilizantes

17/10/2016 - Revendas

A agropecuária brasileira é o pilar da economia do País, sustentando o nosso PIB. Para que o agronegócio acompanhe o crescimento mundial, é necessário implementação em produção. Isso pode ocorrer de duas formas: com o uso de novas áreas, como as áreas de pasto degradado; e o aumento em produtividade, que ocorre pela otimização do manejo. Dentre os fatores de aumento de produtividade, está o uso adequado de insumos agrícolas, como os fertilizantes.

O mercado de fertilizantes possui três tipos de origens mais consumidos. São os fertilizantes nitrogenados, fosfatados e potássicos. Juntos, eles formam o composto nitrogênio-fósforo-potássio (NPK). Vale destacar que o Brasil é um grande importador de matéria-prima para produção de fertilizantes, porque a produção de adubos nitrogenados (amônia anidra) depende muito do gás natural e petróleo, do qual ainda não somos auto-suficientes. Quanto aos fertilizantes fosfatados, dos quais os solos brasileiros são deficientes, estes são importados de países como Marrocos, Rússia e China.

Fertilização: saída para alavancar a produção

A produção agrícola depende de uma série de fatores limitantes, entre eles os que podem e os que não podem ser controlados pelo homem. A fertilização é um dos fatores que podem alavancar a produção e são dependentes da vontade humana.

Determinantes do mercado de fertilizantes

1 - Dólar

Por serem na maior parte importados, os fertilizantes são muito dependentes do câmbio internacional, principalmente o dólar, que dita grande parte das regras de mercado.

2 - Época do ano

Além disso, é importante lembrar que a sazonalidade da produção faz com que o momento do início das chuvas seja o início da maioria dos plantios, coincidindo também com o momento da compra dos insumos. Por isso, o segundo semestre normalmente apresenta preços mais altos do que no primeiro semestre. Então, os estoques devem ser feitos na contra-mão da demanda e respeitando as regras de boa armazenagem para a manutenção da qualidade. Ainda há um fator cultural, que é a escolha pelo recebimento dos créditos agrícolas no segundo semestre, que faz com que haja um aumento significativo na demanda por insumos.

3 - Economia internacional

Os fatores da economia internacional que podem afetar o preço dos fertilizantes são o preço do petróleo (que encarece o frete), barreiras protecionistas dos países exportadores de fertilizantes e o aumento do consumo por países em desenvolvimento.

4 - Economia interna

Do ponto de vista da economia interna, o que determina a venda de fertilizantes é o tamanho da área plantada para determinada cultura (por exemplo, a área plantada de soja vai determinar a venda de insumos para soja), o preço com que o insumo vai chegar ao Brasil, a produtividade esperada da cultura e o preço do produto agrícola final. A produtividade esperada da cultura vai determinar a quantidade de fertilizantes usados e, muito provavelmente, não se restringirá somente ao NPK. E quanto mais elevado o preço do produto final, maiores poderão ser os investimentos em insumos. Afinal, todos esses fatores estão interligados e são determinantes para o sucesso da produção agrícola do país.

Você já conhecia os determinantes que afetam o mercado de fertilizantes? Deixe aqui o seu comentário.

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

Saiba como melhorar o processo de compra da sua revenda

13 maio, 2015 - Revendas

Confira informações sobre a melhoria do processo de compra da revenda agrícola e conhecer lições fundamentais sobre esse aspecto.

LEIA MAIS

Quais são as perspectivas do mercado agrícola brasileiro para 2015

06 maio, 2015 - Revendas

Especialistas do agronegócio possuem perspectivas variáveis em relação ao cenário mercadológico agrícola nesse ano. Veja as previsões para o mercado em 2015.

LEIA MAIS

5 dicas para aumentar a produtividade da sua loja agropecuária

13 julho, 2015 - Revendas

Uma revenda de insumos agrícolas tem como um dos principais objetivos aumentar a produtividade. Com algumas dicas é possível melhorar o desempenho do seu negócio, por isso, confira 5 boas práticas para você aplicar em sua loja agropecuária.

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA