Metas SMART no agronegócio - como aplicar e melhorar seus resultados

01/11/2017 - Revendas

Você já ouviu falar no método SMART? Este é um conceito que ajuda na organização de metas, de forma que elas possam ser concretizadas mais rapidamente. As ideias do método podem ser utilizadas tanto no campo pessoal quanto profissional. Um funcionário de uma empresa pode aplicar a estratégia em seu dia a dia de trabalho, por exemplo, garantir uma maior produtividade na execução de suas tarefas. Os princípios também podem ser utilizados por todo um setor ou até mesmo por toda uma empresa.

Mas afinal o que é este método e como ele pode contribuir para o aumento de resultados no agronegócio? Explicamos a seguir, acompanhe:

Entendendo o método SMART

O método SMART é um conceito adotado por muitas empresas, graças a sua eficiência na organização e gestão de metas. Ele pode ser aplicado em diferentes contextos, desde que hajam metas envolvidas. Por exemplo: uma pessoa que queira ter uma vida social mais animada, um casal que queira realizar uma viagem para o lugar dos sonhos, um estudante que queira passar no vestibular, um colaborador de uma empresa de tecnologia e uma empresa do setor do agronegócio - todos eles podem aplicar o método SMART para atingir os seus objetivos.

SMART é um anacrônico para as palavras em inglês: Specific, Messurable, Attainable, Relevant e Time-bound. Em outras palavras, a estratégia está em definir metas específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e que possam ser colocadas em um calendário. A razão do sucesso do método é simples - ele permite que as metas colocadas no papel sejam postas em prática, para que se transformem em realidade.

Usando o estudante citado acima como exemplo: o seu objetivo é passar no vestibular. De acordo com o método SMART, ele precisa especificar a meta (passar no vestibular de veterinária, nas faculdades X e Y, por exemplo). Ele também precisa pensar em ferramentas que ajudem a mensurar o seu progresso (como resultados obtidos em simulados). É importante lembrar que a meta deve ser possível de ser atingida - por isso, o estudante vai definir faculdades nas quais ele possa se inscrever e vai listar os obstáculos que precisam ser ultrapassados para que ele conclua o objetivo. A meta é relevante, uma vez que o estudante precisa do diploma para seguir na carreira pretendida. Agora, só é preciso colocar as atividades necessárias para conclusão da meta em um calendário - nesse exemplo, pode ser um programa de estudos e de aulas de reforço nas matérias de maior dificuldade.

Como aplicar o método SMART no agronegócio

Mas e no agronegócio, como a estratégia pode ser aplicada? Primeiro é preciso avaliar quais são as principais metas que a empresa, ou a fazenda, precisa concluir em um futuro próximo. Definidas as metas, é importante especificá-las. Quem são os colaboradores envolvidos? Quais serão as principais dificuldades alcançadas? O que é necessário para partir em busca dos objetivos?

A segunda etapa é determinar quais parâmetros serão utilizados para verificar a evolução das metas. Isso é essencial para que haja um controle e para que sejam feitas melhorias nas práticas necessárias para que se conclua o objetivo. O próximo passo é dividir as tarefas que devem ser executadas em um calendário. Assim, você evita que elas sejam constantemente adiadas e que nunca saiam do papel.

Veja dois exemplos práticos:

1. Meta: Diminuição no desperdício de insumos

Especifique a meta - Diminuir as perdas nas plantações da fazenda em 20% (lembrando que o objetivo deve ser possível de ser alcançado). Determine quem são as pessoas que influenciam para a sua conclusão (colaboradores responsáveis pelo manuseio da produção) liste as principais dificuldades que precisam ser vencidas (controle de pragas e da quantidade de água ideal) e as ferramentas necessárias (tecnologia para otimizar o controle de pragas e de problemas no plantio).

Responda a pergunta, a meta é relevante para o agronegócio? Sim, contribui para o aumento da produtividade da fazenda e, consequentemente, reflete positivamente nos lucros.

Determine as ferramentas que serão utilizadas para mensurar o status das metas - Relatórios que permitam visualizar as variações na produção.

Escolha datas no calendário para conclusão das etapas - em dois meses, implantar melhorias que permitam um melhor aproveitamento da produção, em quatro meses, diminuir os desperdícios em 10%, em seis meses, diminuir os desperdícios em mais 10% (totalizando os 20% desejados).

2. Meta: Otimização de tempo dos colaboradores

Especifique a meta - Aumentar a produtividade na empresa em 35%. Determine quem são as pessoas que influenciam para a sua conclusão (colaboradores dos setores em que se espera aumentar a produtividade) liste as principais dificuldades que precisam ser vencidas (controle das horas trabalhadas, processos lentos) e as ferramentas necessárias (tecnologia para automatizar tarefas).

Responda a pergunta, a meta é relevante para o agronegócio? Sim, quanto melhor aproveitadas as horas dos colaboradores, mais produtivo é o negócio e maiores são os resultados alcançados.

Determine as ferramentas que serão utilizadas para mensurar o status das metas - Comparativos mensais entre o número de horas trabalhadas e a quantidade de tarefas concluídas.

Marque no calendário - 15 dias para pesquisar sistemas específicos para otimizar o dia a dia de trabalho no agronegócio, 30 dias para implementar a ferramenta e treinar os colaboradores.

Estes são só alguns exemplos que mostram como o método SMART pode ser adequado para a realidade do agronegócio. Mais do que isso: ele pode ser adaptado para atender as necessidades específicas da sua empresa.

E você, o que acha do método SMART aplicado no agronegócio? Deixe uma opinião nos comentários!

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

A importância da utilização da tecnologia no agronegócio.

13 agosto, 2015 - Revendas

Quer sobressair diante da concorrência e ter melhores resultados na sua revenda de insumos agrícolas? A utilização de softwares específicos e ferramentas de gestão podem te ajudar muito! Entenda a importância do uso da tecnologia no agronegócio.

LEIA MAIS

5 dicas para a visita do agrônomo ao produtor rural

16 maio, 2015 - Revendas

A visita ao produtor rural deve ser preparada a partir das técnicas de vendas mais fundamentais, porém sempre acompanhando as mudanças e especificidades do tipo de mercado. Confira algumas dicas!

LEIA MAIS

Como se livrar das planilhas financeiras no mercado de agronegócio

03 maio, 2015 - Revendas

Nós vamos te ajudar a usar a tecnologia a favor do seu negócio e trazer mais praticidade à rotina da sua revenda de insumos agrícolas. Confira como se livrar das planilhas financeiras do agronegócio.

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA