Safrinha: quais os impactos financeiros que a falta de chuva pode causar e como obter recursos do governo para passar esta fase

07/07/2016 - Revendas

A seca no Brasil tornou-se um dos temas da administração pública com uma maior presença na mídia nos últimos anos. O estado de emergência e a falta de água em várias comunidades em todo o país nos leva a refletir sobre a seca, quais são as suas consequências e como elas poderiam ser evitadas.

De um modo geral, quando nos referimos à seca, vinculamo-la a uma situação temporária, na qual a quantidade de água, basicamente, foi menor do que a esperada. Mas um longo período de seca prejudica a safra e a safrinha, gerando perdas econômicas consideráveis para o agronegócio.

Consumo de água na agricultura

A primeira vista, a escassez de água não parece estar diretamente relacionada ao setor agrícola. No entanto, este é, de longe, o setor que absorve maiores quantidade de água em todo o mundo: mais de dois terços retirados de rios, lagos e aquíferos são usados para a irrigação.

No passado, os gastos domésticos na irrigação foram o principal item dos orçamentos agrícolas em países ao redor do mundo. Por exemplo, desde 1940, o México alocou 80% das despesas públicas na agricultura para projetos de irrigação. Na China, Indonésia e Paquistão, a irrigação absorveu mais de metade dos investimentos agrícolas. Na Índia, tem sido dedicado à irrigação cerca de 30% do investimento público total do setor.

Impactos da seca

Quando a falta de chuvas se estende por muito tempo, as consequências para a economia são muito graves:

  • Economias regionais: pequenos agricultores e pecuaristas são os mais afetados pela escassez de água. A seca traz terríveis consequências econômicas, a ponto de muitos optarem por vender as suas terras e se estabelecer em cidades próxima;
  • Consequências para a saúde: a escassez de água provoca a necessidade de buscar o líquido vital de outras fontes, o que pode causar graves danos à saúde, especialmente no sistema digestivo, devido água imprópria para consumo;
  • Florestas em risco: a falta de chuva e as altas temperaturas podem causar danos significativos em florestas nativas, incluindo riscos de incêndios, muitas vezes intensificados pela presença de grama seca e da falta de umidade no solo;
  • Impacto sobre os recursos hídricos: a seca prolongada afeta diretamente a captação da água de superfície e de fontes subterrâneas;
  • Danos irreversíveis aos ecossistemas: como resultado da seca, muitas espécies animais tendem a migrar para novos espaços, onde encontrem as condições necessárias para a sua sobrevivência.

Ou seja, nas situações recorrentes de seca é necessário buscar soluções para aliviar suas derivações. Atualmente, várias regiões Brasil estão buscando alternativas, como a criação de novos reservatórios ou microbarragens para reter a água das chuvas.

Como obter recursos contra a seca?

O Governo Federal, por meio do Ministério da Integração Nacional, libera aos estados recursos para enfrentarem a seca. O dinheiro deve ser investido em adutoras, caminhões pipas e captação de água onde ela se encontre disponível. Os recursos são transferidos ao agricultor por meio do Garantia Safra. Para receber o benefício, o produtor deve procurar o sindicato local dos Trabalhadores Rurais ou o escritório local de assistência técnica (EMATER, IPA, AGERP etc)

E você? Tem sofrido com a falta de chuvas? Quais os recursos você tem utilizado em sua propriedade rural? Comente com a gente!

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

5 cuidados no armazenamento e comercialização de agrotóxicos na sua loja agropecuária

05 setembro, 2018 - Revendas

Nesse artigo, destacamos alguns dos principais cuidados que você deve ter ao comercializar produtos formulados em sua loja agropecuária

LEIA MAIS

5 motivos para usar dashboards no controle financeiro da sua loja agropecuária

06 agosto, 2015 - Revendas

Afinal, o que é um dashboard de controle financeiro e quais as vantagens de utilizá-lo em sua loja agropecuária? Entenda neste artigo.

LEIA MAIS

Ajuste preços de produtos agrícolas na sua loja agropecuária sem perder clientes

14 agosto, 2015 - Revendas

Precisa aumentar o preço dos produtos da sua loja agropecuária e está se perguntando se é possível fazer isso sem que o produtor sinta muito incômodo? Com as soluções corretas, essa situação pode ser contornada!

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA