O lucro da integração lavoura-pecuária-floresta e das culturas exclusivas

13/10/2016 - Produtores Rurais

A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) engloba diferentes técnicas para promover o equilíbrio das atividades ligadas à terra, sendo capaz de recuperar áreas degradadas. Visando melhorar a fertilidade do solo, a propriedade pode adotar diferentes sistemas produtivos, a exemplo do plantio de grãos, produção de carne, leite e agroenergia, entre outras culturas. A variedade proporciona a otimização e a intensificação de seu uso.

Além dos inúmeros benefícios, a ILPF mostrou-se mais lucrativa e produtiva que as culturas exclusivas. A adoção de técnicas permite também a diversificação das atividades econômicas na propriedade, o que é determinante para minimizar os riscos de prejuízos relacionados a eventos climáticos ou condições adversas de mercado.

Exemplos reais: ILPF X Culturas exclusivas

Uma pesquisa de avaliação econômica, coordenada pela Embrapa Agrossilvipastoril, revelou a diferença. Foram verificados os números de diferentes propriedades no estado do Mato Grosso que adotaram a ILPF, apresentando bons rendimentos aos produtores.

Uma das fazendas que participou do estudo, a Dona Isabina, no município de Santa Carmen, obteve lucro de R$ 0,53 para cada real investido, enquanto as fazendas com culturas exclusivas tiveram um prejuízo médio de R$ 0,31. O lucro médio de cada hectare foi de R$ 230, número bem superior que o prejuízo de safras de milho e soja, que chegou a R$ 116, no período pesquisado.

Segundo o pesquisador da Embrapa, Júlio César dos Reis, cada caso é único, pois existem diferentes fatores que determinam os custos de produção e lucratividade. A localização da propriedade, culturas adotadas, técnicas, logísticas e câmbio são alguns desses fatores. Nesse tipo de sistema, em menos de dois anos é possível obter retorno positivo.

Lucro direto e indireto

A integração ILPF rende lucro direto e indiretamente, uma vez que exige menor quantidade de agroquímicos e insumos, além de contribuir para a abertura de novas áreas para fins agropecuários e o passivo ambiental. Ao mesmo tempo, permite que a biodiversidade se amplie e haja a redução de erosões, bem como a manutenção da cobertura do solo.

Quando associadas a práticas como o plantio direto, é possível criar uma alternativa economicamente viável e sustentável para elevar a produtividade, sobretudo em áreas degradadas. Em diferentes cenários, a ILPF mostrou-se mais rentável do que as monoculturas, entretanto requer planejamento e organização para a tomada de decisões.

Gostou do artigo e quer saber mais? Não deixe de acompanhar as postagens e conheça mais sobre a nossa proposta para a sua propriedade.

COMPARTILHE

DEIXE SEU COMENTÁRIO

VEJA TAMBÉM

Como gerenciar sua frota e evitar imprevistos durante a colheita

20 março, 2017 - Produtores Rurais

Documentar as atividades relacionadas a utilização de máquinas e implementos agrícolas na propriedade rural garante a produção e o escoamento da sua safra. Quer saber como? Leia o artigo:

LEIA MAIS

Como investir em tecnologia para gestão de fazendas

16 outubro, 2017 - Produtores Rurais

O uso da tecnologia na gestão dos processos permite concentrar as informações de sua fazenda e atividades em um único local aplicando padrões e garantindo conformidade e rastreabilidade que se traduzem em economia de tempo e recursos e melhores apurações.

LEIA MAIS

6 dicas de gestão de trabalhadores agrícolas para implantar em sua fazenda

23 agosto, 2015 - Produtores Rurais

Para te ajudar nessa empreitada, preparamos algumas dicas de gestão de trabalhadores agrícolas para implantar em sua fazenda. Confira:

LEIA MAIS

FAÇA SUA BUSCA

CONHEÇA NOSSOS EBOOKS

Conteúdo para você entender ainda mais do seu negócio. Clique aqui

MÓDULOS SOFTWARE AGROW

  • MÓDULO
    COMERCIAL

    Gestão de estoque e custos, gerenciamento de compras, vendas e faturamento, operações de entradas e saídas, tabelas de preços, transferências, comissões e/ou serviços com os parceiros (clientes/fornecedores).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FINANCEIRO

    Gerenciamento de despesas e receitas, conciliações, saldos bancários, centros de resultados, naturezas, projetos, controle de cheques, boletos, fluxo de caixa e agenda financeira.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FISCAL

    Cálculo automático dos impostos e tributações de acordo com o produto e a UF de origem/destino, geração do SPED Fiscal, SPED Contribuições, nota fiscal eletrônica e ECF (Emissor de Cupom Fiscal).

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    AGRONÔMICO

    Consulta ao compêndio eletrônico de defensivos agrícolas e bulas de produtos formulados, geração do receituário agronômico, ficha de emergência, e histórico com fotos de pragas e doenças.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    RELACIONAMENTO

    Gerenciamento do perfil do cliente, áreas cultivadas, potencial de compra, apontamento das visitas técnicas inclusive com a adição de fotos, Cropbook e Customer Life.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    INTEGRAÇÃO

    Integração com fabricantes como Bayer, Basf, Syngenta e os demais, órgãos reguladores como IMA, Agrodefesa, IDAF e os outros, instituições bancárias, fornecedores (xml nota fiscal eletrônica) e filiais.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    GESTOR

    Domínio sobre todas as operações do sistema, através de auditoria, painéis de decisões estratégicas (dashboards), relatórios dinâmicos e controle das movimentações.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    FROTA

    Controle de veículos e máquinas, apontamento de abastecimento e apuração do consumo, acompanhamento das manutenções preventivas e corretivas, além do registro da produtividade por máquinas e atividades.

    CONHEÇA
  • MÓDULO
    PRODUTOR

    Gestão das unidades produtivas, culturas, variedades, lavouras, talhões e roças. Aplicações de defensivos e fertilizantes, produção agrícola, colheita, armazenagem e comercialização.

    CONHEÇA